Imaginários do Pós-Trabalho: Automação Completa, Renda Básica, Jornada de Trabalho e Ética do Emprego

O objetivo do futuro é o pleno desemprego, para que possamos aproveitar. É por isso que temos de destruir o atual sistema político-econômico”, Arthur C. Clark

por Nick Srnicek e Alex Williams, em ‘Inventing the Future: Postcapitalism and a World Without Work’ [“Inventando o Futuro: Pós-Capitalismo e um Mundo Sem Trabalho”]

imaginarios-pos-trabalho

Ilustração de Nathalie Lees para o jornal the Guardian

Continuar lendo

Anúncios

Geoengenharia Para o Povo: Todos os Meios que Forem Necessários

Precisamos de uma visão abrangente de reconstrução ecológica – e isso significa ter a geoengenharia como parte de nossa visão.

por Peter Frase, na Revista Jacobin

geo-engenharia

Continuar lendo

Bebês de Fraldas Vermelhas

Nos EUA a escola é a preparação para a “vida real”. Nos primórdios da União Soviética a escola estava cheia de vida.

por Megan Erickson, na Revista Jacobin, dezembro de 2017Tradução: Antonio Marinho

rob-pybus-red-diapers

Ilustração: Rob Pybus

Continuar lendo

Viver, Não Apenas Sobreviver

Os movimentos da classe trabalhadora devem colocar a reprodução social e ecológica no coração de sua visão do futuro.

por Alyssa Battistoni, na Revista Jacobin, Agosto de 2017

living-not-surviving.png

Continuar lendo

Comunismo Verde Totalmente Automatizado

[O desafio das mudanças climáticas precisa de uma resposta à altura, que reconheça a sua dimensão, amplitude e a necessidade de mudanças profundas em nossas tecnologias, relações de produção, relações com a natureza, em nosso dia-a-dia e em nossas visões de mundo. Felizmente, depois de décadas de dominação quase absoluta do “realismo capitalista” e de suas propostas vazias de respostas à crise climática via mercado, vai se abrindo o espaço para uma proposta “populista” pela construção de uma alternativa radical que abrace a expansão e a democratização das tecnologias de energias renováveis, robótica fina, inteligência artificial, e produção aditiva como um projeto político a ser disputado, para a construção de uma sociedade focada na sustentabilidade e na socialização da abundância, do lazer, do bem-estar e da maior disponibilidade de tempo para as mais diversas atividades.]

por Aaron Bastani, na Novara Media, Novembro de 2017

green-communism5

Continuar lendo

Desabamento Contínuo: Neoliberalismo Como Estágio da Crise Capitalista, Rendição Social-Democrata, Revolta Popular Recente e as Aberturas à Esquerda

[Na fase atual do neoliberalismo, o capitalismo não é mais capaz de garantir crescimento e desenvolvimento semelhantes aos estágios anteriores. Nem mesmo se mostra capaz de garantir condições de vida aos trabalhadores e, assim, assegurar seu apoio ao sistema – passando a depender cada vez mais do medo imposto sobre os mesmos sobre a perda de seus empregos, sobre o futuro, e sobre repressão – e despertando revolta de massa à Esquerda e à Direita. O que se segue é uma tentativa inicial e muito parcial de apresentar como entendemos o panorama político de hoje; uma série de suas características notáveis; as aberturas que se apresentam aos movimentos e à Esquerda; e os problemas que a Esquerda enfrenta.]

por Robert Brenner, na Revista Catalyst, 2017

nuit-debout

Manifestantes votam em assembleia durante o movimento Nuit Debout, na França, 2016.

Continuar lendo

Bancos, Finanças, Socialismo e Democracia

Os bancos são instituições centrais na articulação das atividades no sistema capitalista. Como essas instituições deixaram de cumprir suas funções básicas e passaram a estender seu domínio sobre toda a economia? Podemos ver o sistema financeiro como um ambiente “neutro” cujos resultados são os “naturais” gerados pelos “mercados”? Será que dividir os grandes bancos será o suficiente para resolver essa situação?

por Ladislau Dowbor, Nuno Teles e J. W. Mason

socialize-finance-1

“Hand Vote” [Votação na Mão], de Kota Ezawa

Continuar lendo

Como Matar Um Zumbi: Elaborando Estratégias Para o Fim do Neoliberalismo

Uma ideologia que prometia nos libertar da burocracia estatal socialista tem, ao invés, imposto uma burocracia própria sua. Isso só parece um paradoxo se tomarmos o neoliberalismo em suas próprias palavras.

por Mark Fisher, na Open Democracy, Julho de 2013

How_to_Survive_a_Zombie_Attack,_by_Acey_Duecy

“Zumbis não te amam! Mire na cabeça!” | Flickr | Acey Duecy

Por que a esquerda tem feito tão pouco progresso, cinco anos [1] depois de uma grande crise do capitalismo ter desacreditado o neoliberalismo? [2] Desde 2008, o neoliberalismo pode ter perdido o febril impulso pra frente que um dia possuiu, mas está longe de colapsar. [3] Segue agora cambaleando como um zumbi – mas como os fãs de filmes de zumbis sabem muito bem, às vezes é mais difícil matar um zumbi do que uma pessoa viva.

Continuar lendo

Dossiê Corbyn

corbyn-future

Apresentamos abaixo, em parceria com o prof. Victor Marques, da UFABC, uma série de textos discutindo o fenômeno Corbyn na Inglaterra. Nas palavras do Victor:

Um Dossiê Corbo-futurista

Esse mês eu e o Everton Lourenço, do blog O Minhocário, trabalhamos juntos para traduzir uma série de textos publicados originalmente em inglês sobre a surpreendente campanha do Partido Trabalhista e, mais importante, como em pouco tempo ela foi capaz de transformar radicalmente a paisagem política do Reino Unido. A importância histórica desse evento não deve ser minimizada: ao que me consta, é a primeira vez que um partido de massas, esclerosado e envelhecido, é trazido de volta à vida por meio da mobilização multitudinária de base, tornando-se novamente um instrumento útil ao movimento social de contestação e reativando a imaginação utópica pós-capitalista. Os textos foram quase todos escritos por jovens militantes, ligados mais à política radical de rua do que à política institucional parlamentar, e buscam refletir a partir dessa novidade eleitoral que caminhos se abrem para pensarmos estrategicamente nosso futuro comum.

Continuar lendo